GAZETAWEB: Deputado cobra agilidade do TRE em análise de denúncias contra o governador

GAZETAWEB: Deputado cobra agilidade do TRE em análise de denúncias contra o governador

CONFIRA A MATÉRIA ORIGINAL CLICANDO AQUI

Davi Maia acusa Renan Filho de uso da máquina para eleger Alfredo Gaspar a todo custo

O deputado Davi Maia (DEM) fez uso da palavra, na sessão ordinária da Assembleia Legislativa Estadual (ALE), nesta terça-feira (17), para cobrar do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Alagoas agilidade na análise de denúncias formuladas contra o governador Renan Filho (MDB) do uso da máquina pública na campanha eleitoral em Maceió.

O parlamentar acusa o governador de crime eleitoral, praticando, descaradamente, abuso de poder político e econômico para tentar eleger, a todo custo, o candidato apoiado pelos Calheiros e Rui Palmeira, Alfredo Gaspar (MDB).

“Já distribuíram cestas básicas, anteciparam o 13º salário dos servidores e pressionaram de todo jeito os contratados que exercem cargos em comissão. Todas estas denúncias estão na Justiça Eleitoral e peço agilidade da Justiça Eleitoral para julgamento destes processos para evitar que crimes continuem sendo praticados”, afirmou.

Maia completou que, apesar destas práticas cometidas, o candidato à prefeitura que apoia na capital, JHC (PSB), chegou ao segundo turno praticamente empatado com o primeiro colocado. “Superamos o primeiro turno mesmo sem dinheiro, sem muitos partidos coligados e com a certeza de que 70% da população escolheu pela mudança. Daremos um troco, uma resposta à opressão e aos crimes que envergonham a democracia. JHC sairá com uma vitória acachapante”.

Cabo Bebeto (PTC) reafirmou a denúncia de abuso de poder econômico e político contra o Governo do Estado e citou como exemplos a pressão sofrida pelos servidores lotados no programa Ronda no Bairro e na Secretaria de Prevenção à Violência (Seprev).

“Dois candidatos a vereador que ficaram pressionando nestes locais tiveram votações ridículas e perderam. Também tentaram intervir em Arapiraca e levaram uma lapada nas urnas. Isto mostra que o Estado de Alagoas não tem dono e curral só se tem em fazenda. A força não funciona e não funcionará mais”.

E completou: “Quando a força negativa tenta nos perseguir, os bons se juntam. Fui muito perseguido na Polícia Militar e fui eleito com uma votação expressiva. Luciano Barbosa foi perseguido e venceu. O governador perseguiu o delegado Fábio Costa e este foi eleito com mais votos na capital”.

A sessão foi marcada por discursos de congratulações aos que enfrentaram as urnas. Todos os deputados que discursaram citaram Davi Davino Filho (PP) como exemplo de uma campanha limpa e propositiva, com o parlamentar saindo melhor do que entrou no processo eleitoral.

Destaque ainda para o deputado Tarcizo Freire (PP), derrotado para a Prefeitura de Arapiraca, que parabenizou o vencedor, Luciano Barbosa (MDB). “Fiz uma campanha franciscana, com os pés no chão. Quero parabenizar Luciano Barbosa e dizer que quem não tira o chapéu para ele, que compre um para tirar. Que ele faça uma boa gestão e a Justiça reconheça a vontade popular”.

Compartilhe:

Deixe uma resposta