Após parecer do MPC, deputado Davi Maia volta a cobrar respostas do Estado sobre aquisição de respiradores

Após parecer do MPC, deputado Davi Maia volta a cobrar respostas do Estado sobre aquisição de respiradores
Parlamentar utilizou a tribuna da Casa de Tavares Bastos para cobrar devolução de R$ 6 milhões aos cofres públicos. Ministério apresentou parecer favorável após deputado solicitar a investigação dos fatos.

Após o parecer favorável do Ministério Público de Contas (MPC), o deputado estadual Davi Maia (DEM) voltou a utilizar a tribuna da Casa de Tavares Bastos, nesta terça-feira (13), para cobrar ao Governo do Estado respostas sobre a aquisição mal sucedida de respiradores hospitalares por meio do Consórcio do Nordeste.

O Ministério apresentou o parecer favorável à instauração da tomada de contas após um pedido de investigação do parlamentar. Maia relatou que existem indícios de práticas de irregularidades administrativas no contrato de aquisição dos equipamentos.

O parlamentar informou ainda que, segundo o Tribunal de Contas do Estado, o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, não compareceu ao órgão para prestar esclarecimentos, embora tenha sido citado diversas vezes nos autos de investigação.

“De maneira inédita, o MPC entra e instaura uma tomada de contas especial contra o Governo do Estado. Nós já vimos [a medida] contra prefeitos, mas contra o Governo do Estado é a primeira vez. Contra a Secretaria da Saúde é mais inédito ainda.Nós queremos saber onde estão os R$6 milhões que não foram devolvidos aos cofres públicos do Estado”, afirmou Maia.

O deputado estadual ainda questionou a falta de iniciativa do Poder Executivo para a recuperação dos recursos. “Por que o Governo ainda aceita negociar com esses cidadãos que surrupiaram [os recursos]? E torno a perguntar: o Governo é cúmplice ou é vítima do Consórcio do Nordeste?”, finaliza Maia.

Compartilhe:

Deixe uma resposta