Secretário Maurício Quintella vai a ALE prestar esclarecimentos

Secretário Maurício Quintella vai a ALE prestar esclarecimentos

Nesta quinta-feira (26), os deputados estaduais de Alagoas receberam, na Assembleia Legislativa, o secretário estadual de Infraestrutura, Maurício Quintella. O encontro foi solicitado pelo plenário da Casa de Tavares Bastos para que o secretário prestasse esclarecimentos sobre o Canal do Sertão. Especificamente sobre um projeto de construção de pequenas barragens, orçado em mais de R$ 21 milhões, que é considerado polêmico pela maioria dos deputados.

O deputado estadual, Davi Maia (DEM), falou sobre os assuntos debatidos.  “Foi muito importante escutar o secretário. A Casa fez uma cobrança muito incisiva; primeiro, no projeto de construção de barragens com água do Canal do Sertão. É um projeto que tem sido muito criticado, inclusive pelo colegiado territorial do Alto Sertão, uma entidade que engloba cidadãos, entidades representativas e de classe e eles são contrários. Foi um projeto feito de forma emergencial na última seca, mas que precisa de um estudo melhor, especialmente ambiental. Essa não é a melhor tecnologia. Outra crítica é sua rápida aprovação com recursos do Fecoep, foi a primeira vez que uma obra foi aprovada sem ter unanimidade, com 4 votos contrários. Aí já observamos que há muito a melhorar e estamos de olho. O que a Assembleia está buscando é dar uma correta utilização a essa água do Canal do Sertão”.

O parlamentar ainda falou. “Também pudemos esclarecer as informações sobre o saneamento em Maceió. Como as obras executadas na parte alta de Maceió, pela Sanama, por meio de Parceria Público-Privada (PPP). Nesse caso, a obra sofreria um atraso por causa das aéreas que não são de propriedade da Casal. O presidente da empresa pôde explicar que esses locais não estão no contrato”.

Também estiveram presentes os deputados Silvio Camelo, Jó Pereira, Cabo Bebeto, Galba Novaes, Marcelo Beltrão, Ângela Garrote, Francisco Tenório; o Presidente da Casal, Clécio Falcão e técnicos das pastas.  

Compartilhe:

Deixe uma resposta