Davi Maia preside audiência pública para tratar dos impactos do afundamento do solo, na Educação

Davi Maia preside audiência pública para tratar dos impactos do afundamento do solo, na Educação

Durante o encontro ficou definido as ações de análise que a Braskem deverá fazer nos próximos dias

O deputado estadual Davi Maia (DEM) presidiu a audiência pública das comissões de Meio Ambiente, Educação e Comissão Especial do Pinheiro, Mutange e Bebedouro, que tratou dos impactos causados pelo afundamento do solo, no Centro Educacional de Pesquisas Aplicadas (CEPA). Audiência aconteceu nesta sexta-feira (11), de forma virtual.

O intuito da audiência foi discutir quais as ações devem ser feitas por parte da Braskem para contornar a situação do afundamento e tratar também sobre a realocação das escolas municipais e estaduais. Na ocasião, a empresa apresentou o objetivo do estudo, qual o escopo e qual a análise que a empresa irá fazer no local.

“É fundamental o acompanhamento para que busquemos soluções para esse grave problema. Afinal, o desastre afetou e afeta diversos setores em Maceió. Precisamos de soluções eficazes o quanto antes”, afirmou Davi Maia.

Ao final da audiência ficou definido, como sugestão do deputado Davi Maia, que deve haver uma análise aprofundada e o cronograma das ações devem ser cumpridos sem atrasos. De acordo com a Braskem, os trabalhos de campo devem começar no início de julho, com previsão de conclusão até o final deste ano.

Além disso, o deputado junto com o Ministério Público, sugeriram que sejam contratados profissionais alagoanos para realizar este serviço, já que os engenheiros têm maior conhecimento do solo da região e podem fazer uma análise ainda mais aprofundada.

Compartilhe:

Deixe uma resposta