Assessores e prestadores de serviço conhecem Programa de Coleta Seletiva da Assembleia

Assessores e prestadores de serviço conhecem Programa de Coleta Seletiva da Assembleia

Depois da aprovação em plenário, na última terça-feira, 6, do projeto de resolução nº 12/2019, que institui o Programa de Coleta Seletiva de Resíduos Recicláveis Sólidos na Assembleia Legislativa, o gabinete do deputado propositor da matéria, Davi Maia (DEM), já começou a mobilizar os setores da Casa.

Um encontro no auditório, na manhã de hoje, deu oportunidade aos servidores e prestadores de serviços terceirizados, de mergulhar mais fundo nas questões que envolvem a separação e a destinação de materiais recicláveis. Estiveram presentes representantes de duas das quatro cooperativas formais da capital, formadas por catadores, que atendem cerca de 18 mil famílias.

A palestra foi dada pela assessora do deputado, Renata Amorim, que esclareceu as dúvidas dos participantes e mostrou, entre outras coisas, um panorama da coleta seletiva no Brasil e em Alagoas, um retrato da eficiência energética, a distinção entre resíduos e rejeitos, de que forma acontece a reutilização e quais os caminhos para o melhor aproveitamento dos resíduos. “Hoje, o material mais aproveitado para a coleta seletiva é o alumínio, considerado nobre, 100% reciclável e cujo preço é controlado pelo dólar”, disse.

De acordo com o projeto do deputado Davi Maia, o Poder Legislativo passará a separar os resíduos sólidos produzido em todos os seus setores, no mínimo, em dois tipos, divididos em resíduos recicláveis e não recicláveis. Para isso, serão implantadas lixeiras em locais acessíveis e de fácil visualização para os diferentes tipos de resíduos produzidos nas dependências da instituição. O material será enviado a locais que garantam o seu adequado aproveitamento e efetivação de sua reciclagem. A Direção Geral do Legislativo ficará responsável pela fiscalização da coleta, bem como pelo treinamento de funcionários responsáveis pela limpeza e manutenção da Casa.

Compartilhe:

Deixe uma resposta