Renan Filho barra convocação de secretário do Consórcio que gerou prejuízo de R$ 5 mi a AL

Renan Filho barra convocação de secretário do Consórcio que gerou prejuízo de R$ 5 mi a AL

O Governador de Alagoas Renan Filho (MDB) conseguiu barrar a convocação do secretário-executivo do Consórcio Nordeste, na Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE). A convocação foi votada e rejeitada na sessão ordinária desta quarta-feira (5).  

A matéria foi apresentada pelo deputado Davi Maia (DEM) para que a ALE apurasse a perda de mais de R$ 5 milhões dos cofres públicos. A perda se deu graças a duas tentativas frustradas de compra de respiradores através do Consórcio Nordeste. 

Na primeira compra, Alagoas pagou antecipadamente o valor de R$ 4.488.750,00 pelos 30 respiradores. Nenhum equipamento foi entregue e nenhum valor foi ressarcido. Na segunda compra, foram gastos pela Secretaria de Saúde de Alagoas (Sesau) R$ 5.226.934,7 em novos respiradores que também não foram entregues. O Consórcio Nordeste devolveu um valor com uma diferença de R$ 593.963,12, justificando a perda por causa da variação do dólar.  

“Precisamos saber quando esse dinheiro voltará para o Estado e, principalmente, definir se o Governo de Alagoas foi vítima de um golpe ou se foi cúmplice”, diz Maia.

Dos 19 deputados presentes, 10 foram votaram contrários ao requerimento. “Infelizmente, se fosse qualquer um dos secretários de Estado, já estariam na ALE prestando os devidos esclarecimentos”, lamenta Maia.

Compartilhe:

Deixe uma resposta