Muro de Plástico chama a atenção para a preservação das praias, na Ponta Verde

segunda-feira, 3 Junho 2019 - 12:06
Muro de Plástico chama a atenção para a preservação das praias, na Ponta Verde

Um muro de dois metros de altura por 12 metros de largura formado com resíduos de plástico chamou a atenção de quem passou pela orla da Praia da Ponta Verde, nesta quarta-feira (5). A ação promovida pelo deputado estadual Davi Maia tem como objetivo chamar a atenção da população para a importância da preservação ambiental.

“Hoje é que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente e, por isso, nós realizamos essa ação para que as pessoas reflitam sobre a quantidade de lixo, principalmente plástico, que é jogado em nossas praias”, afirma Maia.

Uma faixa foi montada em frente ao muro com os dizeres “O plástico não pertence ao paraíso: um dia o lixo deixado na praia vai te impedir de aproveitar ela”.

Segundo levantamento feito pelo  Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo (IO-USP), em 2012,  mais de 95% do lixo encontrado nas praias é composto por itens feitos de plástico como copos descartáveis, garrafas.

O material pode demorar até 400 anos para se decompor e é responsável pela morte de 100 mil animais marinhos a cada ano.

“Uma ação como essa é de extrema importância para que as pessoas passem a repensar seus hábitos”, conclui Maia.

A faixa e o muro ficarão em exposição na orla da Ponta Verde, próximo ao totem Eu Amo Maceió até este domingo (9).

Ainda durante esta semana, o deputado promove a 1ª Gincana Ecológica, que tem 39 escolas públicas estaduais inscritas. Elas realizam diversas atividades com a temática. O campeão e o vice recebem um prêmio de R$ 1.000 e R$ 500, respectivamente, e o terceiro colocado, um troféu.